Condições da pele: quais são e como identificá-las

Entender seu tipo de pele é o primeiro passo para mantê-la saudável. Mas não é só isso: também é preciso saber qual a condição dela no momento. Vem que a gente te ajuda nessa tarefa!



Enquanto o tipo de pele sofre poucas alterações ao longo da vida e é determinado prioritariamente por fatores genéticos e hereditários, a condição da pele é um estado temporário, influenciado por diversos fatores externos (como clima, temperatura, poluição) e internos (como alimentação, fase da vida, uso de medicamentos, estresse). 

Por isso, pra cuidar da pele, é importante saber não só o tipo mas, também, em qual estado ela se encontra. 

Confira algumas das principais condições da pele: 

Pele jovem 

A pele jovem é aquela que está em pleno vigor. É macia, homogênea e não apresenta manchas. Bem lubrificada, ela possui elasticidade, é luminosa e ainda não apresenta sinais de expressão, rugas ou flacidez. 

Pele madura 

A pele madura é aquela que já passou por diversas alterações hormonais e, ao longo dos anos, foi perdendo as defesas naturais. Por isso, ela tem pouco viço e luminosidade, menos elasticidade e apresenta linhas de expressão, rugas e flacidez. 

Pele sensível 

Vermelhidão, sensação de ardor e repuxamento são algumas das principais características quando a pele está sensível. 

Essa sensibilidade acontece porque a barreira de proteção natural está comprometida, deixando a pele mais fina, frágil e irritável. 

É uma condição que pode afetar qualquer tipo de pele, em qualquer fase da vida. 

Pele acneica 

A grande responsável pela acne é a superprodução de gordura pelas glândulas sebáceas. 

Esta condição é bastante comum na puberdade, quando o organismo começa a produzir os hormônios estrógeno, nas mulheres, e andrógeno, nos homens, o que acarreta a superoleosidade da pele. 

A inflamação da pele se acentua e aparecem pequenas pústulas amareladas, formando crostas que podem deixar cicatriz e manchas. 

Pele com manchas 

As manchas que aparecem na pele são causadas, principalmente, pela ação do sol. Os raios UVA e UVB penetram profundamente, ativando a produção da melanina, pigmento natural que causa o escurecimento da pele. 

Com o passar dos anos, os efeitos da radiação solar se acumulam, favorecendo a concentração de melanina em determinadas regiões, o que causa a formação de manchas mais escuras. 

Esta também é uma condição que pode se dar em qualquer tipo de pele. Ela é bastante comum durante e depois da gestação devido à intensa alteração hormonal que forma o cloasma gravídico, também conhecido como melasma – uma hiperpigmentação da pele, decorrente da deposição aumentada de melanina. 

Você fazia ideia de que tipo e condição de pele são coisas diferentes? Já sabe qual é o seu tipo? Entenda se a sua pele é seca, normal, mista ou oleosa clicando aqui. 

___________ 

Vale lembrar que as informações deste texto não representam nenhum tipo de recomendação médica, nem substituem a importância de você consultar um dermatologista. 

Assine e tenha acesso em primeira mão a conteúdos
sobre o estilo de vida tropical, urbano e contemporâneo.